GCN na Web

Um overview de tudo aquilo que estamos fazendo na Web

Mostrar ou não a violência?

leave a comment »


O Conselho de Leitores de GCN realizou no sábado passado, 5 de dezembro, a última reunião ordinária do ano. Por sugestão dos conselheiros, suplentes que ainda não tinham participado de encontros de trabalho foram convidados e estiveram presentes, engrossando o coro das vozes que, bimestralmente ajuda o Comércio e a Rádio Difusora a analisarem suas produções jornalísticas do período.

O grupo foi recebido pelo diretor-executivo do GCN, jornalista Corrêa Neves Júnior, pela presidente do Conselho de Administração, Sônia Machiavelli; pela editora-chefe do Comércio, Joelma Ospedal; pelo diretor da Rádio Difusora, Everton Lima e pelo gestor de Relações Corporativas, Luiz Neto.

O encontro de aquecimento realizado rotineiramente na sala de pauta da redação integrada do grupo antes da reunião principal, antecipou a determinação dos conselheiros em discutir, preferencialmente, a publicação de fotos que expressam violência, na capa do jornal.

O assunto alimentou intensos debates no grupo de discussão “conselheiros”, pela internet, desde a publicação de fotos de comerciantes espancados durante assalto a garagem de venda de automóveis usados e, mais recentemente, com foto de assaltante que se feriu ao fugir da polícia e de uma senhora de 97 anos, espancada e vítima de tentativa de estupro por assaltante que invadiu sua casa. Contra ou a favor, as opiniões estavam divididas e grupos distintos aguardavam apenas o início efetivo dos trabalhos para se manifestarem. Outros assuntos que prometiam – a nova titularidade da página Insight, a pesquisa de intenção de votos dos francanos contratada pelo GCN para mensurar o cenário político atual, a publicação da revista Franca 185 anos, a medida da cobertura oferecida à censura imposta a um feirante pela Prefeitura – foram engatilhados.

A reunião principal começou às 10 e terminou às 14 horas em torno de farta mesa de quitutes – pernil ao molho, pães de variadas qualidades, refrigerantes, sucos, bolos e doces.

O diretor-executivo do GCN, Corrêa Júnior, recebeu o grupo integrado pelos conselheiros titulares Ana Paula Baldoíno, Anderson Marcelo Batista, Camila Beghelli Schirato, Carlos Eduardo Gimenes de Matos, Fabrício Luíz Pizzo, Janice de Oliveira Silva, Luís “Duda” Eduardo Marques Ferreira, Marcos André Haber, Maria Regina Franz Di Maio, Plínio Cantieri Murta Vieira, Tatiane Cristina Venuto; pelos suplentes Susana Batista Messias, Henrique Eduardo Andrade Teixeira e Antônio de Pádua Pinto Filho e anunciou: “vamos ao trabalho”.

ANDERSON PINHEIRO

A nova titularidade da Insight – coluna de 120 mil leitores/dia -, embalou o início dos debates. Corrêa Júnior contou sobre a coluna, criada para mostrar bastidores empresariais, gente interessante e não convencional, falar de política e economia, antecipar lançamentos e novidades, fazer crônica de costumes. Citou os jornalistas de vários estilos que a assinaram e sobre as negociações que trouxeram de volta ao comando da página o jornalista Anderson Pinheiro.

O LANÇAMENTO

A nova fase da Insight foi lançada em evento no Buteco do Lú, presentes personagens da vida social, econômica e empresarial da cidade, formato de evento que o GCN adotou para aproximar o público adequado e sua produção jornalística e comercial. Os conselheiros aprovaram. Carlos Eduardo disse que a coluna “precisava de um up e que a rede de relacionamento de Anderson será determinante”. Duda disse que a maioria das pessoas com as quais conversa, tem em Anderson “um expoente de uma nova comunicação que não poderia ficar longe do Comércio”.

CAPAS FORTES

O conselheiro Duda bateu firme: “a capa que mostrou um assaltante ensanguentado me agrediu. Não compreendi porque foi publicada. Não estávamos mostrando uma vítima e sim, um assaltante. Me pareceu errado. Quanto à foto da idosa espancada, entendi que se tratava de mostrar, da melhor maneira, o fato”. Joelma Ospedal explicou: “decide-se uma publicação do tipo só depois de muita discussão. Jornalismo não é beleza. Em casos com estes, precisávamos incomodar as pessoas para tirá-las de uma letargia que pode se tornar conivente com a violência”.

EM DEBATE

Carlos Eduardo considerou que “a imagem de assaltante machucado, casada com a manchete ‘este se deu mal’, não foi jornalística”. Joelma rebateu: “não é isso. O assaltante preso, mesmo ferido, era o fato, era a notícia daquele momento. Publicamos”. Marcelo considerou que, para ele, como leitor: “a foto e o texto estiveram perfeitos. Quem é bandido também lê jornal. Se viu a foto e o texto, a publicação valeu para dizer que o jogo precisa virar”.

CENÁRIO ELEITORAL

Duda considerou “relevante” a pesquisa de intenção de voto contratada pelo Comércio ao Instituto Datalink. “Demonstrou que não temos novas lideranças políticas. O jornal deve investir mais em levantamentos do tipo”.

FRANCA 185 ANOS

Marcos Haber considerou “excelente” a revista de aniversário da cidade. Quanto aos vídeos produzidos em 40 bairros, disse que não tem tempo para assistir material do tipo”. Louvou o esforço da reportagem e insistiu para que o GCN crie alternativas para estimular a visualização de material sonoro e visual. “É preciso quebrar a rotina de leitores como eu”.

FEIRANTE CALADO

O grupo considerou adequada a cobertura ao caso de censura a feirante mas as opiniões se dividiram. Marcos Haber disse que o apelido do feirante – Marretinha – é justo: “ele bate e vence pelo cansaço. Não é justo para com outros feirantes e nem com clientes”. Foi contestado. “nas feiras, as manifestações dos vendedores têm que ser livres”, disse Marcelo. Carlos Eduardo não se decidiu: “não sei quem está certo”.

CORTE DE ÁRVORES

“Gritei sim, contra a retirada das árvores que davam sombra ao ponto de táxi do Regional, onde trabalho. Vamos pedir um toldo à empresa”, disse Antônio de Pádua. “A matéria publicada pelo Comércio, foi correta. Fomos ouvidos e o Hospital também foi. Ainda assim, não concordo, mas a cobertura foi correta e imparcial”.

DESPEDIDAS

Júnior agradeceu o relevante trabalho voluntário que o Conselho oferece ao GCN e convidou à festa de confraternização do grupo – que, aliás, acontece hoje. O próximo encontro será em fevereiro de 2010.

Anúncios

Written by GCN Comunicação

14/12/2009 às 17:45

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: