GCN na Web

Um overview de tudo aquilo que estamos fazendo na Web

História Expressa: “Três mil francanas para tias”

leave a comment »


Por Andréia Xavier

O ano era 1908. A população divertia-se nos esportes, no teatro, nos piqueniques e nas apresentações artísticas da cidade. O cinema chegava.

A imprensa francana comentava a “lei do sorteio militar”. A lei foi aprovada em 04 de janeiro de 1908 para regulamentar o alistamento militar e reorganizar o Exército . A polêmica residia no fato de que os soldados brasileiros eram em sua maioria trabalhadores braçais e de baixas condições. Com a adoção do sorteio, todas as classes passariam a ser recrutadas.

O jornal “O Janota” com texto de Aleixo Capivara declarava-se num grande manifesto, solidário com “três mil francanas gentis que não se conformam em ficar para tias” e as instigava a rebelar-se: que invadam o Paço da Câmara Municipal, prendam e arrastem para fora os membros do sorteio militar e solenemente os enforquem na Praça Quinze de Novembro (atual Praça Barão).

Em 1945, decretou-se a extinção do sorteio militar e instituiu-se a obrigatoriedade do serviço.

Anúncios

Written by GCN Comunicação

10/05/2010 às 19:39

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: