GCN na Web

Um overview de tudo aquilo que estamos fazendo na Web

Crônica de uma repórter fã

leave a comment »


Ana Catarina Prebill

A vida de um repórter nem sempre é glamourosa. Cobrimos de tragédia a festas em curtos espaços de tempo e talvez esteja aí mesmo a graça de ser jornalista: realidades, ambientes e pessoas diferentes a todo o momento.

Essa louca vida que escolhemos – e amamos acima de tudo – nos reserva muitas surpresas. A grande maioria, graças a Deus, muito agradáveis.

Cobrir o show do Victor e Leo, na Expoagro, foi uma delas. Mesmo sendo fã assumida da dupla, me foi dada a responsabilidade de entrevistá-los, e, como nem tudo é fácil como gostaríamos, tomei o maior chá de cadeira.

Dois meses antes do show, quando a presença de Victor & Leo não estava ainda confirmada para a Expoagro, já estava eu tentando agendar uma entrevista exclusiva com a dupla. A ideia inicial era eles confirmarem seu show para mim antes da organização da festa. Esse foi o primeiro trauma… Enquanto isso, no som do meu carro, ainda tocava Ao vivo e em cores.

Nesses 60 e poucos dias eu troquei exatos 16 e-mails com a assessoria de imprensa e com a produção da dupla tentando agendar uma entrevista de domingo. Em vão. A agenda de Victor & Leo não permitia qualquer aproximação, nem mesmo pela internet.

Também pudera, eles fazem cerca de 200 shows por ano, gravaram em espanhol e tem um projeto em prol do hospital do Câncer de Barretos. Não dá nem para ficar chateada.

Como uma boa ariana que sou, não desisti. Na semana em que, enfim, eles fariam o show em Franca, liguei novamente para a assessora de imprensa (Ana Paula Aschenbach, muito atenciosa por sinal) e consegui algumas respostas dos cantores. Primeiro do Victor e depois do Leo. As respostas – super exclusivas! – do Victor, as que vieram primeiro, renderam, inclusive, um apoio para o Se Liga de sexta-feira (21).

E, falando em Se Liga, fazer essa matéria foi muito fácil. Era um assunto que eu dominava e que eu adorava: Victor & Leo. A parte mais difícil foi ajudar a Julia, nossa designer-chefe, a escolher só duas fotos dos bonitões. O resultado ficou bacana e rendeu o terceiro lugar entre as matérias mais lidas de sexta-feira, com 926 acessos na internet.

A sexta-feira passou como todas as outras: na maior correria para fechar os cadernos de domingo e o caderno de turismo. Tudo isso com a cabeça na entrevista que eu iria fazer a noite. Não foi tarefa fácil…

Enfim chegou 10 da noite e lá estava eu, na minha casa, pronta, de roupa nova e escova no cabelo esperando o motorista do jornal e o fotógrafo passar para me pegar. O ponteiro dos minutos parecia estar colado. Não andava por nada…

Cheguei ao Parque Fernando Costa pouco antes das 11 da noite, logo atrás de uma Pajero preta escoltada por carros da polícia. Meu destino foi o mesmo que o do automóvel: os camarins.

No acesso a eles, uma multidão de fãs aguardava na esperança de poder vê-los. Em vão. Só entrou a imprensa – eu estava no meio -, alguns fãs escolhidos pela organização da festa e os patrocinadores, que eram muitos…

A repórter que estava escalada para cobrir comigo o show, a Nelise Luques, foi barrada na entrada dos camarins. Só deixaram entrar uma pessoa por órgão de imprensa e ela preferiu ficar lá fora porque já havia entrevistado Victor & Leo em outra ocasião. Esse foi o segundo trauma.

Na parte de dentro da entrada para os camarins veio o terceiro e maior trauma: esperar mais de uma hora para ser atendida. Na nossa frente passaram todos os fãs, os convidados dos patrocinadores, delegados, policiais, comandantes e outras autoridades que queriam conhecer Victor & Leo. Fomos – eu e o Cassiano, o fotógrafo -, literalmente, os últimos a subirem a escada que dava acesso ao camarim.

Naquela hora, a corrida contra o relógio era para que desse tempo de fazer as fotos para a Insight antes do show começar, porque quando isso acontecesse eu teria que, obrigatoriamente, liberar o Cassiano para trabalhar sozinho no show.

Quando, enfim, nos chamaram para subir ao camarim, eu parei alguns instantes para me lembrar que eu estava trabalhando… E foi isso que eu fiz, juro. Não tietei, não desmaiei como supôs que aconteceria meu editor, e não paguei nenhum mico.

Depois de quase uma hora de espera tive tempo de fazer somente três perguntas aos sertanejos: a primeira sobre a ligação da dupla com Franca, a segunda sobre o projeto deles em prol do hospital do câncer e a terceira sobre a pirataria.

Tanto Victor quanto Leo foram extremamente simpáticos conosco, mas o Leo, em particular, me chamou a atenção. A energia que este ser humano transmite é excepcionalmente inexplicável. Não, eu não estou falando isso como fã, eu juro. Pode parecer piegas, mas o brilho nos olhos dele é algo que eu nunca tinha visto na minha vida.

O resultado desta entrevista está no blog Se Liga, assim como o áudio gravado com eles para a rádio Difusora Am e as fotos exclusivas feitas nos bastidores e durante o show.

Após o encontro com os dois eu e o Cassiano tivemos que correr para fazer as fotos para a Insight nos camarotes e na pista, mas posso dizer que valeu a pena. Tenho entrevista exclusiva, áudio com os dois e ainda conheci meus cantores preferidos. Bom demais…

Para ver as fotos e ouvir o áudio, clique aqui e aqui.

Anúncios

Written by GCN Comunicação

26/05/2010 às 13:18

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: