GCN na Web

Um overview de tudo aquilo que estamos fazendo na Web

A força da imagem

with one comment


Dirceu Garcia/Comércio da Franca

Correa Neves Junior (centro) fala aos conselheiros sobre a força da imagem

Na manhã de 31 de março, regada a salgados, quitutes, café, sucos e muita discussão sobre fotojornalismo, foi realizada a segunda reunião do Conselho de Leitores do GCN Comunicação. O encontro na sede da empresa foi um pouco diferente do convencional. Em vez das discussões sobre a produção jornalística dos veículos do grupo, o jornalista Corrêa Neves Júnior decidiu apresentar aos conselheiros a palestra A força da imagem, a mesma que havia exposto no dia anterior para professores de escolas parceiras do projeto Jornal Escola, desenvolvido pelo Comércio da Franca. Ao fazê-lo, conseguiu atingir seu objetivo: levar os conselheiros a refletirem sobre a importância da publicação de fotos, mesmo as mais impactantes ou desagradáveis de se ver. “Tivemos uma verdadeira aula de história e de história do jornalismo”, disse o advogado Éder Brazão.

Júnior revisitou, por meio de imagens marcantes, momentos históricos mundiais, como a Guerra do Vietnã (1972) e o assassinato do ex-presidente dos Estados Unidos John Kennedy (1963), relembrou casos marcantes em Franca, como a denúncia de pedofilia contra o padre José Afonso Dé (2010), e acidentes de trânsito com mortes na região. O jornalista explicou aos conselheiros que as fotos, como a de uma menina correndo após sofrer queimaduras provocadas por uma agente químico no Vietnã, foram publicadas pelos mais importantes jornais do mundo. São imagens que permitem uma leitura histórica dos fatos. “Os Estados Unidos saíram do Vietnã a partir da publicação da foto da menina queimada com agentes químicos após reprovação das pessoas porque pregava-se que não estavam sendo usados agentes químicos”, disse Júnior.

O jornalista comentou também imagens publicadas pelo Comércio. A motivação para esta exposição surgiu a partir do grande volume de críticas de parte dos conselheiros a respeito da publicação de uma foto na capa da edição do dia 28 de fevereiro de 2012. Uma jovem de 19 anos aparece ao volante do seu carro cabisbaixa e com os braços ensanguentados. A imagem foi feita pelo fotógrafo Dirceu Garcia momentos após um violento acidente. Ao lado da motorista, no banco do passageiro, está deitada sua avó, a dona de casa Aleida André Machado, 73, morta no acidente. A idosa não foi a única vítima. A motorista invadiu a pista contrária na rodovia Ronan Rocha e atingiu o sapateiro Michel Eduardo Ferreira, 18, que estava de moto e também morreu na hora.

Júnior exibiu a capa e indagou os conselheiros: “Por que essa foto incomoda tanto?” Para ele, a plástica da foto não é determinante e o que incomoda é a realidade, o fato em si. “Vocês não gostam que o jornal esfregue na cara o que está acontecendo. Mas é a realidade. Não é a foto que desagrada. O que incomoda é pensar que aquilo pode acontecer. É preciso refletir sobre isso. Não precisa concordar comigo, mas tem que refletir.”

O jornalista ressaltou que o Comércio publicou outras fotos impactantes, como a que o ex-ditador da Líbia, Muamar Kadhafi, aparece morto ensanguentado e a de um monge tibetano com o corpo em chamas após se autoimolar durante protesto contra a China na Índia, e não houve críticas dos leitores. “O problema é só quando a foto é daqui, da realidade que todos querem fingir que não existe.”

A conselheira Iraci Bortolato Pereira, que é comerciante, manteve sua desaprovação à publicação da foto. “Mudou alguma coisa na sociedade? A foto chocou muito no dia, mas ninguém está lembrando dela agora. Não percebi mudança porque depois houve muitos acidentes.” Já a psicóloga e psicopedagoga Renata Fuzisawa acredita que a foto pode conscientizar os motoristas sobre os riscos do trânsito e motivar atitudes mais seguras. “Nossa percepção muda, a gente fica mais atento ao dirigir.” O funcionário público Marcel Antônio Santos, da Defesa Civil, vai além e defende a publicação semanal de fotos de impacto como a do referido acidente. “Vejo acidentes assim todos os dias. Se tiver uma foto dessa por semana e se apenas uma pessoa, a partir dela, passar a prestar mais atenção no trânsito, já terá sido válida (a publicação).” O motorista profissional Valdir Alves concorda. “Estou na rua direto e para mim é um tapa na cara [esse tipo de imagens], é uma forma de me conscientizar porque vejo que no trânsito dirijo para outras pessoas. Acho a publicação oportuna.”

Os jornalistas Corrêa Neves Júnior, Sônia Machiavelli e Joelma Ospedal acreditam que, a longo prazo, a publicação desse tipo de material contribuirá para a conscientização das pessoas. “Não é em um ano que as coisas vão mudar. Demora décadas, mas não podemos desistir. A foto suscitou questionamento grande. Ela cumpriu assim o seu papel”, disse Sônia. “Temos publicado várias notícias e fotos de acidentes e parece que não tocam mais as pessoas. Essa foto causou impacto, deu um chacoalhão. É importante chamar a atenção para conseguir levar à reflexão”, disse Joelma.

O empresário Cícero de Oliveira fez um balanço positivo do encontro. “Excelente reunião, muito bem planejada, esclarecimentos perfeitos do Júnior e o ponto alto para mim foi a cantora Billie Holiday interpretando Strange Fruit. Me emocionei muito e fiquei quase sem palavras. Nunca mais esquecerei esse momento em minha vida”, disse ele, referindo-se ao vídeo que Júnior apresentou aos conselheiros. A referida música serviu de inspiração para a Gazetilha publicada no último dia 4 de março. O texto, de autoria de Corrêa Neves Júnior, também discorre sobre a relevância de da publicação de fotos impactantes. (O texto está disponível no portal GCN, aqui). Na reunião, Júnior ainda comentou sobre as amarras legais para publicação de fotos pela imprensa, especialmente de crianças, e também houve espaço para os conselheiros sugerirem pautas e comentar outras coberturas jornalísticas do GCN, como as da editoria de política (leia mais nesta página).
PRESENÇAS
Os conselheiros Adriana Aparecida Garcia, Ana Amélia Ferreira, Cícero de Oliveira, Débora Cristina Carrijo, Éder Silveira Brazão, Iraci Bortolato Pereira, Marcel Antônio Santos, Renata Fuzisawa e Valdir Alves foram recebidos pelo diretor executivo do GCN, Corrêa Neves Júnior, pela presidente do Conselho Consultivo do GCN, Sonia Machiavelli, pela editora-chefe do Comércio, Joelma Ospedal, pelo diretor artístico da Rádio Difusora AM, Everton Lima; e pelo editor de Opinião e gestor de Relações Corporativas, Luiz Neto, para mais um encontro no último dia 31. Os conselheiros Ézio Athayde Souza Júnior, Ronaldo Pereira da Silva e Mariza Barbosa Garcia não compareceram à reunião.

COBERTURA ESPECIAL
A política esteve em pauta. As eleições internas do PSDB e a cobertura das sessões da Câmara Municipal foram aprovadas pelo Conselho de Leitores. Júnior aproveitou para informar o grupo sobre o projeto para cobertura política especial das eleições municipais de 2012 que está sendo elaborado pelo GCN Comunicação. Candidatos de Franca e região serão convidados para sabatinas com jornalistas que serão transmitidas pela Rádio Difusora AM, portal GCN e publicadas em material especial no Comércio e portal GCN. “A cobertura das eleições é como uma Copa do Mundo. Faremos de dez a 12 sabatinas somente com candidatos de Franca porque são cinco a seis candidatos a prefeito e cinco a seis a vice-prefeito”, disse Júnior.

PROMOTOR x JUIZ
O Conselho elogiou a cobertura sobre o caso em que o promotor de Justiça Paulo César Corrêa Borges é acusado pelo juiz José Rodrigues Arimatéa de ter postado cartas anônimas com denúncia forjada de nepotismo contra ele o seu diretor de Serviços, Douglas Quintanilha. “A notícia gerou muito impacto”, comentou a psicopedagoga Renata Fuzisawa.

NOSSAS LETRAS
A publicação de textos, no Caderno Nossas Letras, do vendedor Ronaldo Pereira da Silva rendeu elogios. Ronaldo, integrante do Conselho de Leitores, foi parabenizado pelos colegas do Conselho e o jornal, elogiado por abrir espaço para revelar novos talentos literários da cidade. Ronaldo, no entanto, não participou da reunião. O caderno circula aos sábados nas páginas do Comércio.

Written by GCN Comunicação

08/04/2012 às 12:58

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. GOSTARIA DE FAZER UM COMENTARIO SOBRE RADIO,JORNAL DA MANHA,E TARDE,VOCES ESTAO
    REPETINDO DE MAIS ALGUMAS REPORTAGENS JA OUVI DE TRES ATE QUATROS E TAMBEM A
    QUALIDADE DOS PROGRAMAS ESTA CAINDO DE QUALIDADE,PRINCIPALMENTE DE ALGUNS REPORTERES ESTA FALTANDO QUALIDADE.SOU OUVINTE ASSIDUO DA RADIO MAS ESTOU DEIXANDO DE OUVIR PINCIPAMENTE JORNAL DA MANHA.GRATO

    DELCIDES GOMES FILHO

    04/01/2013 at 09:48


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: