GCN na Web

Um overview de tudo aquilo que estamos fazendo na Web

Archive for the ‘pesquisas’ Category

História expressa: Basquetebol em Franca

leave a comment »


Por Andréia Xavier

Em uma cidade do interior, no começo do século XIX, escolas começam a disputar entre si partidas desportivas com o nome de bola ao cesto ou ‘cestobol’. As partidas vão ficando cada vez mais apreciadas e empolgantes.

Quem teria iniciado a modalidade na cidade, qual seria o responsável pelo plantio da semente que se enraizou tão fortemente e produziu tantos frutos?

A cidade é Franca e, devido a referências encontradas em um jornal de 1908, sobre a posse da diretoria de um clube recreativo, (Tribuna da Franca, 06/12/1908) podemos afirmar a marca de mais de 100 anos da história do basquetebol francano. Fundado pelo professor David Carneiro Ewbank, o ‘Clube Athletico Franca’ existiu entre 1913 e 1918, ano em que surge a ‘Escola Francana de Cultura Física’, responsabilidade de José Ciryno Goulart. Os treinos da Escola de Cultura Física eram realizados na quadra da Escola Normal (atual IETC) que foi ficando pequena para tanta empolgação. Seu time fantástico nunca sofreu uma derrota! Era formada por Leonal Facioli (Molecão), Conceição Rodrigues (Pisca), Luis Domingos, Raul Pereira Batista (Peru), Gino Balerini (Galego), Serafim Borges do Val (Físico) e Francisco Garcia do Nascimento (Cachoeira, pai de Helio Rubens, Fransérgio e Totô, grandes nomes que herdaram e transmitiram o gene do talento e da paixão pelo basquetebol).

Em 1931 foi criada a Liga Francana de Bola ao Cesto e o 1º campeonato de basquetebol na cidade. Daí, vieram depois os jogos abertos do Interior e outros confrontos intermunicipais que o elenco francano começou a disputar.

O professor Pedro Murilla Fuentes chega na década de 50 para marcar também com o seu nome a história do basquete local, sendo seu grande incentivador e partícipe por mais de três décadas, começando por dirigir a equipe da escola Torquato Caleiro.

Já em 1953 surge o Clube dos Bagres, e daí para cá são quase 50 anos de alegrias e títulos, paixão e torcida pelos times que se apresentaram sob várias denominações:

– Clube dos Bagres (1953-1971);

– Emmanuel Franca Esporte Clube (1971-1974, sob patrocínio de Indústria de Calçados Emmanuel);

– Amazonas Franca (1974-1976);

– Associação Atlética Francana de Basquetebol (1976-1984); entre outros patrocinadores que vieram e se revezaram, sempre trazendo glórias e alegrias ao orgulhoso torcedor francano.

Anúncios

Written by GCN Comunicação

01/04/2010 at 19:49

Os Melhores e Piores de Franca e região

leave a comment »


O final do ano está chegando. Quanta coisa não aconteceu nestes últimos 12 meses!

Ajude-nos a elencar as personalidades francanas e da região que se destacaram por seus feitos ou mal-feitos.

Pode ser político, artista, empresário, comerciante, médico, etc ou mesmo instituições, órgãos públicos, ONG´s, departamentos, entre outros.

Os mais citados depois entrarão para uma lista que será publicada no final deste mês.

Participe! Sua opinião é muito importante.

Written by GCN Comunicação

15/12/2009 at 18:44

Publicado em enquetes, internet, opinião, pesquisas

Tagged with , , ,

Geraldo Ribeiro eleito o Empresário do Ano

leave a comment »


DISPUTA EQUILIBRADA - Corrêa Neves Júnior comanda eleição que definiu homenageados ontem na sede do GCN

DISPUTA EQUILIBRADA - Corrêa Neves Júnior comanda eleição que definiu homenageados ontem na sede do GCN

Edson Arantes, da Redação

Numa escolha apertada e decidida apenas na segunda votação, com a diferença mínima de votos, foram definidos, ontem (quarta-feira) à noite, os ganhadores do prêmio destinado ao Empresário e Empreendedor Social do ano. Também foram confirmados três personalidades hors concours, que tiveram os nomes sacramentados por unanimidade. Os troféus serão entregues durante a solenidade de premiação do Top of Mind, que acontecerá no dia 12 de setembro.

As indicações para os prêmios foram feitas no período de 2 a 15 de maio. Leitores indicaram 645 nomes. Uma triagem foi feita por editores e diretores do GCN (Grupo Corrêa Neves de Comunicação) até se chegar a dez candidatos em cada categoria. A lista foi então apresentada para avaliação do Conselho de Leitores e definiu três finalistas para cada uma das duas categorias.

Os nomes foram mantidos em sigilo até a eleição final feita por um júri formado por 11 personalidades convidadas pela direção do GCN. Concorreram ao prêmio de Empresário do Ano Geraldo Ribeiro Filho, da Opananken, Alair Rodrigues de Freitas e Ozaris Roberto José de Oliveira, ambos da Hidromar, e Fabiano César Arantes, Chok Doce. A primeira votação terminou empatada em cinco votos e nova eleição foi feita. Geraldinho venceu por seis votos a cinco. “Tive o prazer de conhecê-lo fora da fábrica de calçados.

Na cadeia, há uma associação chamada Apare, em que os presos de bom comportamento podem trabalhar. O Geraldinho foi um dos primeiros a participar do projeto, fornecendo couro para que eles pudessem trabalhar na confecção de bolas e luvas. Sem falar, é claro, no calçado para diabéticos que ele produz, de excelente qualidade”, comentou o médico Marco Aurélio Piacesi, que defendeu publicamente o voto no empresário.

EMPREENDEDOR

Os finalistas do prêmio Empreendedor Social foram Maria Imaculada Carvalho Anacleto, voluntária do Lar Eurípedes Barsanulfo; Antônio Coelho Berbel, mantenedor da entidade DCNOVI (Desafio Cristão Nova Vida) – comunidade terapêutica de recuperação de drogados -, e João Batista de Lima e Paulo Xavier, da Padaria Estrela pelo projeto Estrela Solidária. Após um empate em quatro votos, Maria Imaculada venceu na segunda votação por cinco a quatro. “Poucos se dedicam aos idosos que, muitas vezes, são vítimas do descaso. Admiro pessoas como ela, que fazem esta doação. Por isso, ela teve meu voto e está de parabéns”, afirmou a delegada e vereadora Graciela Ambrósio.

Homenagens especiais serão concedidas a Omar Pucci , durante décadas comandante do Grupo Amazonas, Aparecido Maldonado Ponce, do Supermercado São Paulo, e a Iara Moema de Carvalho, administradora do Centro de Saúde, onde trabalha há 47 anos. Eles receberão o prêmio Empresários e Empreendedora Social hors concours. “O Aparecido é uma lenda na cidade por ter uma vida voltada para o trabalho. O Omar tem uma história alicerçada por um trabalho dinâmico com dignidade e honradez, já a Iara faz um trabalho excelente no Centro de Saúde e também merece os meus parabéns”, avaliou Wagner Garcia.

O empresário compôs o júri ao lado da delegada Graciela Ambrosio, do médico Marco Piacesi, da colunista Lúcia Brigagão, de Wanderlei Cintra, presidente do Hospital Psiquiátrico Alan Kardec, do secretário de Saúde Alexandre Ferreira, do presidente do Sindicato das Indústrias de Calçados de Franca José Carlos Brigagão do Couto e dos jornalistas Joelma Ospedal, Everton Lima, Corrêa Neves Júnior e Sônia Machiavelli.

Written by GCN Comunicação

10/07/2009 at 16:25

GCN abre inscrições para o Conselho de Leitores

leave a comment »


Por Renata Modesto, da Redação

Analisar criticamente, sugerir pautas, ajudar a compreender os erros e acertos da equipe que faz o jornalismo do Comércio da Franca. Pelo quinto ano consecutivo, o GCN abre as inscrições para os interessados em participar do seu Conselho de Leitores. Mais de 50 pessoas, de diferentes idades e interesses, já fizeram parte do Conselho e, com suas opiniões, contribuíram para que o jornal ficasse cada dia mais próximo de seus leitores.

O mandato dos atuais conselheiros vence no final de junho. A partir de julho, um novo grupo inicia as atividades. As inscrições devem ser feitas pela internet , através deste link até o dia 14 de junho. O candidato deverá preencher um formulário com informações básicas como idade, profissão, endereço, telefone, entre outros. No mesmo formulário haverá um espaço para que os interessados respondam à seguinte pergunta: “Por que quero ser conselheiro do Jornal Comércio da Franca”. A resposta deve conter, pelo menos, 300 caracteres. A seleção é aberta a maiores de 16 anos.

Luiz Neto, gestor de Relações Corporativas do GCN, explica que apesar do texto ser objetivo, o candidato terá de explicar como pretende contribuir para que o Grupo faça um jornal cada dia melhor. “O conselheiro tem de estar antenado com as coberturas jornalísticas, ter uma visão crítica sobre o trabalho e coragem de manifestar opiniões. Ou seja, ele tem de fazer a diferença na vida da comunidade. Ter um compromisso com a verdade”, disse.

A escolha dos novos conselheiros será feita por diretores e editores do GCN. Serão escolhidos 12 titulares e seis suplentes. A seleção não fará restrição entre profissionais. “Pretendemos receber inscrições de uma universalidade de leitores do jornal. Pessoas de todas as classes sociais e profissões. Queremos ter os pontos de vista das pessoas para qual nós trabalhamos e esse ponto de vista será representado pelo conselho”, disse Luiz Neto.

Os selecionados começam a desempenhar a função em 1º de julho. O mandato tem duração de um ano – renovável por mais um – e não é remunerado. O conselheiro receberá gratuitamente o jornal diariamente em casa e terá o compromisso de analisar o conteúdo das coberturas jornalísticas do GCN (Jornal Comércio da Franca, Rádio Difusora e internet) e discutir os assuntos com a diretoria da empresa em reuniões realizadas a cada bimestre.

O médico Marco Aurélio Piacesi participou do conselho nos dois últimos anos. E aprovou a experiência. “É uma oportunidade ímpar estar dentro de um órgão da grande imprensa e importante como o GCN, entender seu funcionamento, opinar livremente sobre a diagramação e o conteúdo que foi publicado”, disse. Piacesi destaca a liberdade para sugerir pautas e expressar opiniões sobre os mais diversos assuntos são pontos fortes do Conselho. “Durante nosso mandato podemos expressar nosso ponto de vista acerca de alguns assuntos que entendíamos que deviam ser pautados pelo jornal, além das observações sobre a Rádio Difusora”.

Written by GCN Comunicação

01/06/2009 at 13:42

Melhores do ano

leave a comment »


bTopOfMind

Enquanto uma parte da equipe do GCN está voltada para a cobertura completa da Expoagro, outra turma – de editores e diretores do Grupo – se reuniu na terça-feira e escolheu, entre 645 indicações computadas no site do Comércio, os 20 pré-finalistas para os troféus Empreendedor Social e Empresário do Ano de 2009. Os troféus serão entregues durante a festa do Top of Mind em setembro. A princípio, seriam cinco selecionados em cada categoria, mas a qualidade das indicações obrigou o grupo a aumentar esse número.

Por Ana Catarina Prebill, da Insight.

Written by GCN Comunicação

24/05/2009 at 17:18

Promotor debate ECA com jornalistas do ‘Comércio’

leave a comment »


Palestra com Augusto Soares de Arruda Neto.

Palestra com Augusto Soares de Arruda Neto.

 

O promotor Augusto Soares de Arruda Neto participou, ontem, de um encontro inédito entre representante do Judiciário e jornalistas na sede do Grupo Corrêa Neves de Comunicação. Durante mais de três horas, foram debatidos o limite de liberdade de imprensa em matérias envolvendo menores, a regulamentação do trabalho infantil e a influência do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) na educação. Arruda Neto demonstrou-se um defensor intransigente dos direitos da infância e da juventude.

Ressaltou que todo esforço na defesa desses direitos tem que ser empreendido e que o ECA é um instrumento importante nessa atuação. “O estatuto reafirmou os direitos dos adolescentes. Antes de sua implantação em 1990, eles eram tratados como coisa, sem dignidade. O menor é uma pessoa em constante evolução e precisa de atenção”. Para o promotor, a implantação do estatuto significou uma grande evolução e disse que aqueles que o criticam fazem confusão de sua interpretação. “Dizem que o Estatuto prevê apenas direitos. Tá tudo errado. Ele estipula regras e define deveres”.

O promotor também se colocou terminantemente contra o trabalho para crianças menores de 14 anos, mesmo nos casos onde fique comprovado que não há exploração. “As crianças têm que estudar e não trabalhar. O menor pode começar a trabalhar como aprendiz a partir dos 14 anos, desde que em atividade que acrescente a ele, na qual ele tenha realmente condições de experimentar situações diferentes e aprender uma profissão”. Ainda nos casos de menores com mais de 14 anos, o promotor é contrário ao trabalho nas ruas ou que exponha o jovem ao menor risco ou perigo.

Sobre a cobertura da imprensa em casos que envolvem menores, ressaltou que os dispositivos legais devem ser respeitados. Deu sua opinião sobre alguns casos e defendeu o direito de as ações propositivas e educativas envolvendo crianças serem divulgadas amplamente. “Não vejo problemas em se publicar reportagens que não denigrem a imagem do menor”, ressaltou. Por outro lado, o promotor foi contundente ao defender a omissão de nomes ou identificação de menores infratores, independentemente da gravidade do crime cometido. O tema é controverso e sempre provoca discussões. Muitos leitores cobram do jornal a divulgação do nome de menores envolvidos em crimes, principalmente assassinatos.

Para Arruda Neto, fazer a divulgação é condenar o jovem a uma pena perpétua. “O menor está em processo de desenvolvimento e não pode carregar para a vida adulta aquela pecha de ter feito algo errado sendo que a idéia do Estado é de mudá-lo, transformá-lo. A idéia é protegê-lo da divulgação, mas responsabilizá-lo pelo que fez”.

Esse foi um dos pontos de maior divergência. A editora-chefe do Comércio, Joelma Ospedal, pensa diferente. Em sua opinião, o direito à informação é maior. “É um direito da sociedade saber quem são os criminosos recorrentes, autores de crimes bárbaros, mesmo que ele tenha 16 ou 17 anos”, disse a jornalista.

O encontro entre Arruda Neto e os jornalistas começou pouco depois das 9 horas e se estendeu até as 12h30. O promotor abriu sua participação fazendo uma explanação sobre conceitos fundamentais referentes à honra, liberdade e dignidade. Foi ouvido por uma platéia de 30 pessoas, formada por editores, repórteres, fotógrafos e advogados da empresa. A visita foi encerrada, às 14 horas, com um almoço na Sala Horizonte, situada na sede do Grupo Corrêa Neves de Comunicação.

O jornalista Corrêa Neves Júnior mediou o debate apontando as principais dúvidas dos comunicadores.

O jornalista Corrêa Neves Júnior mediou o debate apontando as principais dúvidas dos comunicadores.

 

eca_capa

 

 

Leia o Estatuto da Criança e do Adolescente, acessando a página do Governo Federal.

Veja o Guia de como proteger suas crianças contra abusos.