GCN na Web

Um overview de tudo aquilo que estamos fazendo na Web

Diretor do GCN debate o rádio no Encontro com Locutores no Senac

leave a comment »


(Fonte: Comércio da Franca / Rafael Mulinari)

(Fonte: Comércio da Franca / Rafael Mulinari)

O Encontro com Locutores promovido pelo Senac de Franca reuniu, ontem à noite, profissionais de comunicação e simpatizantes da área para discutir o atual cenário do rádio no Brasil. O diretor-executivo do GCN Comunicação, Corrêa Neves Júnior, comentarista do Hora da Verdade, da Difusora, e o radialista César Rosa foram os palestrantes do evento, que aconteceu no auditório da instituição.

Durante mais de duas horas e meia, os comunicadores falaram sobre suas experiências na área. Corrêa Neves Júnior apresentou aos participantes o modelo de sucesso da redação integrada do GCN, que reúne profissionais multimídia que trabalham no rádio, jornal impresso – Comércio – e internet – Portal GCN.

César Rosa relembrou histórias de seus 40 anos de profissão e das mudanças que aconteceram nos últimos anos, sobretudo com a chegada das rádios web.

Após as apresentações, os palestrantes responderam a perguntas da plateia. Esta parte do evento, prevista inicialmente para 15 a 20 minutos de duração, se estendeu por mais de uma hora, tamanha era a curiosidade dos participantes sobre o funcionamento da Difusora e seus programas, além da integração com as demais mídias do GCN.

Aluno do curso de locução do Senac, Alberto Alves Taveira Filho considerou as palestras oportunas e enriquecedoras. “Pudemos ter uma visão geral de tudo o que acontece no mundo do rádio, web e no jornalismo”, destacou.

Anúncios

Written by GCN Comunicação

19/09/2013 at 13:21

As novidades do ‘Comércio’

leave a comment »


novidades do comercio(2)

Cadernos
A mesma linha gráfica com uma identidade própria

* O projeto gráfico procura criar uma identidade unificada que permita reconhecer o jornal de longe. E, após essa base, ele está caraterizado em cada caderno para fazé-lo único

* Os cadernos standard seguem todos uma mesma linha de capa. Um círculo com a cor própria de cada um, que contém a primeira letra do caderno. Junto a ele podemos ler o nome completo e uma ou duas chamadas destacadas. Além disso, a manchete dos cadernos ganhou um estilo diferente.

* Já o caderno de esportes, tabloide, tem uma identidade mais diferenciada. O nome do caderno aparece completo e em letras grandes. A manchete é muito gráfica.

Páginas
sistematização nas páginas normais e particularidade nas especiais

* As páginas de informação comum são organizadas em blocos. Assim ganhamos tempo para dedicar mais atenção aos desenhos das páginas especiais.

* As páginas fixas ganham muito graficamente. Elas são coloridas e modernas, sem perder em elegância.

* Todos os elementos gráficos comentados, como cores, fontes, detalhes, etc. procuram que o jornal seja mais legível.

Colunas
Identidade personalizada em função do conteúdo

* Cada coluna tem um cabeçalho própio que, mesmo tendo as mesmas medidas, é fácilmente identificável
* É o que acontece na coluna Comer bem. Cores quentes e talheres identificam rapidamente o tema.
* A coluna Painel tem um logo própio, assim como a Insight. O fundo colorido e um círculo inicial identificam de longe o conteúdo das páginas. Junto à foto dos colunistas podemos encontrar uma frase informativa ou o patrocinador da coluna.
* A coluna Da cozinha, assim como a Comer bem tem um fundo desenhado com figuras personalizadas de elementos de cozinha.
* As colunas de Higuininho e Patrícia estão decoradas com motivos abstratos e suas cores são mais suaves.

Suplementos
Tabloides com identidade própia, alegre e limpa

* Preto e branco para a literatura, arco-íris para as crianças, rosa para a moda e tons pastéis para o fim de semana. Assim são as cores da linha de conteúdo de cada caderno especial do Comércio da Franca.

* Simples, elegante, tradicional e com uma capa lisa e atrativa nos aproximamos do leitor que gosta da letra mais do que da imagem.

* Simples e colorido para informar sobre as tendências e novidades de calçados, o especial Francal, embora seja publicado apenas uma vez por ano, também ganhou novo layout.

* Marca de caneta, bloquinho de texto e cor, muita cor, para definir o caderno dirigido à garotada.

* Com estilo parecido aos das revistas e valorizando muito a imagem, assim como a TV – que é o universo do qual ele trata – assim ficou o DOM..

Written by GCN Comunicação

23/08/2013 at 15:00

Consultoria internacional fez o projeto

leave a comment »


(Fonte: Divulgação)

(Fonte: Divulgação)

A Cases i Associats é uma consultoria para empresas jornalísticas com escritórios em Barcelona (na Espanha), Miami (EUA), Buenos Aires (Argentina), Londres (Inglaterra) e São Paulo. Foi ela a responsável por desenvolver, durante os últimos 18 meses, o novo projeto gráfico do Comércio.

A empresa se dedica a distintas atividades dentro da indústria jornalística, tendo colaborado com mais de 120 empresas na Europa, África e América Latina desde sua fundação em 1990. Entre elas os jornais Clarín (Argentina), El Comércio (Peru), El Tiempo (Bogotá), Daily Mirror e The Independent (Inglaterra) entre outros. No Brasil, trabalha com diversos jornais e, desde 2004, colabora com Estado de S. Paulo, tanto no processo de integração de suas redações como na renovação gráfica de seus produtos impressos e digitais. No ano passado, a Cases trabalhou na renovação do jornal Extra e de O Globo, tanto na versão impressa como nas plataformas digitais.

Written by GCN Comunicação

22/08/2013 at 15:00

Projeto gráfico: leitores aprovam o novo ‘Comércio’; veja as opiniões

leave a comment »


Paula, Bruna e Júlia Comparini. Família é assinante do Comércio da Franca há cinco anos e aprovou as mudanças no projeto gráfico do jornal, lançadas na edição do último domingo (Foto: Divaldo Moreira/ Comércio da Franca)

Paula, Bruna e Júlia Comparini. Família é assinante do Comércio da Franca há cinco anos e aprovou as mudanças no projeto gráfico do jornal, lançadas na edição do último domingo (Foto: Divaldo Moreira/ Comércio da Franca)

O novo projeto gráfico do jornal Comércio da Franca estreou neste domingo e surpreendeu muita gente. “Tomei um susto quando peguei meu jornal pela manhã! Pensei até que era outro, só depois percebi que era o Comércio”, disse a aposentada Luzia de Oliveira, 74. A reação de Luzia foi semelhante a de outros leitores de Franca e região ao olhar o novo design do jornal.

Passado o susto inicial, a surpresa foi dando lugar ao encantamento provocado pelos desenhos mais elegantes e leves das páginas do “novo jornal”. “Ficou muito mais limpo e fácil de ler”, resumiu a corretora de imóveis Paula Comparini, 39. Ela assina o jornal há cerca de cinco anos e, por sua profissão, costuma acompanhar sempre as notícias sobre imóveis, publicada no Classificados. “Ontem (domingo), quando eu bati o olho, rapidamente vi quais eram os destaques. Foi uma ‘repaginada’ muito bem feita”, elogiou.

A concepção do novo projeto gráfico do Comércio foi feita ao longo dos últimos 18 meses, sendo idealizada pela equipe jornalística e realizada pela empresa Cases i Associats, da Espanha. Os investimentos superam os R$ 500 mil.

As letras, a diagramação das páginas, as cores, as fotos foram alteradas para que a leitura seja mais prática, rápida e agradável. Com a reformulação do projeto gráfico, o jornal ganhou também novas seções. Uma página de serviços e uma dedicada exclusivamente aos leitores estão entre as novidades. O objetivo do Comércio com a criação desta página é ampliar a participação dos leitores, como uma forma de proporcionar uma aproximação maior entre eles e o jornal. Esta página contém, por exemplo, a seção Tô Puto para que os leitores possam se manifestar sobre problemas vividos no seus bairros e na cidade de uma forma geral.

A página traz ainda um espaço reservado para a publicação de fotos feitas pelos próprios leitores.

As seções agradaram e as reclamações e fotos já começaram a chegar à redação do Comércio. “Parte de uma ideia simples, mas que é muito bem pensada. Dar um espaço para que o próprio povo tenha onde expor suas reclamações e opiniões é dar ao ‘papel’ uma cara mais de ‘internet’”, disse a universitária Monica Rodrigues.

O maestro da Orquestra Sinfônica de Franca, Nazir Bittar, ficou entusiasmado com as mudanças. “Que bela surpresa tirar o jornal do saquinho plástico e ver que uma nova era se inicia! Pela forma como tudo foi pensado tenho certeza que o Comércio será cada vez mais uma potência em nossa cidade! Parabéns aos envolvidos! Mudanças são as vezes dolorosas mas trazem um benefício sem fim!”, comentou.

Written by GCN Comunicação

22/08/2013 at 13:29

Novo e diferente mas ainda é, e com muito mais força, o nosso ‘Comércio’

leave a comment »


Quase centenário, Comércio passa por sua maior restruturação gráfica; jornal ganha mais páginas, novas seções, fotos maiores, mais espaço para a manifestação do leitor, fica mais bonito, mais prático e se torna ainda mais útil

Novas seções, cores e tipografia, mais espaço para elementos gráficos – quadros e infográficos -, fotos maiores e mais páginas e espaço para a opinião dos leitores. Aos 98 anos, o Comércio passa por uma transformação completa. Para que seja mais fácil se familiarizar com a nova cara do jornal, é importante explicar como e por que essas mudanças ocorreram. “Estruturamos melhor as diferentes partes das notícias e inserimos um novo ritmo de leitura dentro de uma única página e ao longo de todo o jornal”, disse Rafaela Nygaard, diretora da Cases i Associats, empresa responsável pelo novo projeto gráfico do Comércio. “As matérias têm mais ‘portas de entrada’; o leitor pode começar a se informar através do título, da foto, ou de uma peça gráfica complementar que pode ser uma frase, uma cronologia, um número ou um texto destacado”, disse ela. Ainda de acordo com Rafaela, os anunciantes também serão beneficiados com a nova organização gráfica, uma vez que a publicidade ganha destaque entre os conteúdos editoriais.

A nova disposição dos elementos visuais está entre as mudanças que, certamente, mais vão chamar a atenção dos leitores. Segundo Rafaela, a imagem passa a ser a âncora visual da página, o elemento responsável por “seduzir” e informar o leitor. “A foto não funciona como mera ilustração e, sim, como complemento à informação escrita”, disse. “Em editorias como Esporte e Artes, as fotos são maiores e, algumas vezes, aparecem recortadas para reafirmar o tom das editorias: mais dinâmicas e descontraídas.” Além disso, a nova diagramação valoriza mais os espaços “em branco” o que confere leveza à leitura, como se fosse um respiro maior entre um elemento e outro da página.

No que diz respeito às cores, cada editoria ganhou uma como identificação. A do Esporte, por exemplo, é laranja porque esta não caracteriza a cor de nenhum time brasileiro, ficando assim imparcial. Além disso, as matizes servem como guia. “As cores funcionam como um navegador para os leitores e permite que eles identifiquem em que parte do jornal estão rapidamente”, diz Rafaela.

Outra novidade que certamente chamará a atenção logo de cara, já nas disposições das bancas, é o logotipo do Comércio, que agora assume o nome pelo qual sempre foi chamado informalmente. “Simplesmente seguimos a lógica do leitor, que chama o jornal de Comércio. Por isso, o “primeiro nome” ganha mais peso na capa. O nome não muda mas, graficamente, damos maior destaque à palavra que o leitor mais usa”, disse ela. É válido ressaltar que o novo logotipo do jornal foi desenhado unicamente para ele, ou seja, em nenhum outro lugar do mundo usa-se a mesma letra com que o nome do Comércio é escrito. “A tipografia dos textos também mudou”, alerta Rafaela. “Agora utiliza-se a Utopia, um tipo mundialmente conhecido por imprimir muito bem em tamanho pequeno e ter alto grau de legibilidade.”

Written by GCN Comunicação

21/08/2013 at 15:00

Novo ‘Comércio’: o jornal que todo mundo lê mais bonito de se ver

leave a comment »


Editores e designers em uma das dezenas de reuniões realizadas e reuniram dezenas de vezes nos últimos 18 meses para testar páginas e ideias; o resultado agradou (Comércio da Franca / Cassiano Lazarini)

Editores e designers em uma das dezenas de reuniões realizadas e reuniram dezenas de vezes nos últimos 18 meses para testar páginas e ideias; o resultado agradou (Comércio da Franca / Cassiano Lazarini)

Tarissa Esteves – Repórter

O jornal que todo mundo lê não é mais o mesmo. Ele está ainda melhor. Com o Comércio em mãos, é fácil perceber o quanto seu visual mudou. São novas letras, desenhos de páginas diferentes, mais cores e mais espaço para imagens e voz do leitor. O novo projeto gráfico, idealizado pela equipe do jornal e realizado pela empresa espanhola Cases i Associats, alcançou o que a diretoria do Comércio almejava e vai além da motivação estética. As páginas foram pensadas para que a leitura se torne mais agradável e ágil. As fotos ganharam um destaque maior e aos textos foram agrupados elementos de fácil visualização como informações numéricas ou frases relevantes em destaque, o chamado “olho”. Os textos também estão mais diretos, mas não menos informativos. Os conteúdos de opinião receberam tratamento especial…

Continue lendo: http://gcn.mx/Ar3

Written by GCN Comunicação

20/08/2013 at 17:13

Confira quais as mudanças do ‘Comércio’

leave a comment »


Clique na imagem para ampliar:

novo comercio

 

Written by GCN Comunicação

19/08/2013 at 14:18